Quem paga os erros dos bugs do IRS?

A resposta da AT aos bugs descrimina alguns contribuintes. É o seu caso?
Partilho convosco a crónica que escrevi ontem no Expresso Diário.

Os “bugs” do IRS

Pelo que os contabilistas com quem tenho falado me contam, sempre houve “bugs” no simulador e no Portal das Finanças. Aliás, fiquei surpreendido pelo lema que há na Ordem dos Contabilistas Certificados que é qualquer coisa como: “No dia 1 nunca se entrega o IRS”. Já sabem o que a casa gasta…

Todos os anos há alterações (maiores ou menores) em relação ao IRS e isso leva a que os programas informáticos nem sempre respondam imediatamente a todas as situações de todos os contribuintes.

Mas confesso-vos que como leigo em matéria de contabilidade sempre vi o Portal das Finanças e o simulador do IRS como aquele que “nunca podia falhar”. Disse a várias pessoas no mês antes da entrega da primeira fase que havia vários simuladores feitos por particulares e empresas, mas que deviam esperar pelo simulador das Finanças para terem a certeza de que faziam tudo bem. Pelos vistos enganei-me, pelo menos em parte.

Chegam-me relatos de várias falhas graves no simulador. As finanças garantem que o erro do simulador que dava valores errados foi logo resolvido às 15 horas do dia 1 de abril. Certo. E que quem foi prejudicado por ter tomado decisões com base nos valores errados pode agora entregar na segunda fase sem pagar multa. Mas só quem entregou a declaração até às 15h do dia 1 de abril. Então e os outros? Pergunto eu. E quem fez a simulação no dia 1 até às 15 horas e entregou às 16h? Ou no dia seguinte? Ou na semana seguinte?

O problema do bug foi levantado por espectadores do “Contas-poupança” (Jornal da Noite, SIC, quartas-feiras) que acharam estranho estarem a receber muitas centenas de euros a menos do que dizia a simulação. Isto na primeira semana de maio quando começaram a receber as notas de liquidação.

As Finanças só vieram dar esta resposta porque o bug se tornou conhecido. A AT vem agora dizer que corrigiu o bug logo às 15h de dia 1 de abril. E avisaram os contribuintes nessa altura? Sugeriram que repetissem as simulações antes de entregar ou que entregassem uma nova declaração ainda dentro do prazo a fim de evitar agora mais confusão?  Não.

E as pessoas que afinal ficam satisfeitas apenas por não pagar imposto e que não estão para reclamar agora que já receberam? Ou que não sabem reclamar? Ou que nem se aperceberam que decidiram mal com base nas informações que as Finanças lhes deram no primeiro dia de abril? Quantos milhares de euros ficam nos cofres do estado por causa deste bug de 15 horas? Não faço ideia.

Mas há mais. Agora, logo no início da segunda fase, contribuintes alertaram para valores de simulações absolutamente astronómicos. Uma espectadora do “Contas-poupança” que sabia que ia pagar 200 euros (disse-lhe o contabilista) na simulação das Finanças verificou que ia receber mais de 10 mil euros. O simulador esqueceu-se de fazer uma subtração simples. O bug foi corrigido horas depois.

Mas há mais (eu sei que estou a repetir a frase). Estou a ser contactado por muitos contribuintes que entregaram a declaração no dia 1 de abril, e nos dias seguintes (logo no princípio) e que tiveram a declaração logo validada e dada como “certa” e que, aparentemente, ficaram presas no tempo e que não se mexem enquanto as posteriores já foram liquidadas e os contribuintes já receberam o dinheiro na conta. E ninguém explica o que se passa. Há pessoas a contar com esse dinheiro e que não o vêem apesar de terem feito tudo bem.

E agora chegam-me relatos de simulações bem feitas, mas de deduções que deviam ter passado da página das deduções (aprovadas pela AT) para a nota de liquidação mas que se perderam pelo caminho, como por exemplo as deduções dos imóveis (rendas e juros ao banco) e benefícios municipais que não aparecem na nota de liquidação. Verifique linha a linha se está lá tudo o que deve estar.

Em conclusão, sugiro que todos os bugs que sejam identificados e corrigidos pela Autoridade Tributária sejam publicados na página do Portal. Tal como as apps na lojas dos telemóveis que dizem “nova versão 1.23 com as correcção dos seguintes problemas x,y,z”.

Assim, o contribuinte pode avaliar se deve corrigir o que entregou ou se a correção feita não o afeta. Acredito que isso seria uma prova de transparência e lealdade para com o contribuinte.

Eu não posso depender dos alertas dos espectadores de programas de televisão rádio ou jornais para saber se fiz ou não bem o meu IRS.

Se há erros ou problemas, digam! Avisem. Peçam desculpa e apresentem soluções. A AT deve ser em volume de negócios das maiores “empresas” em Portugal, senão a maior. Não pode perder o capital de confiança que temos nela (por muito que nos custe sermos clientes).

Eu não quero perder a confiança que tenho na Autoridade Tributária. Se não acreditar que estão a fazer bem as contas aos meus impostos, vou confiar em quem?

17 comentários :

  1. Confiança, eu estou à espera da anulação da minha declaração desde dia 4/4,para fazer outra.
    Eles estão sem dinheiro e querem atrasar os reembolsos.

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde. Parece-me que o bug não estará resolvido ou então devo ser caso único. Submeti a declaração com tributação conjunta no dia 3 de abril. A simulação deu 1667 euros a receber. A declaração mantém-se validada/certa até hoje no portal das finanças mas ontem recebi a liquidação do irs de 1225 euros. Antes de ligar para o numero de apoio, tentei simular de novo no portal através da opção "ultima declaração submetida", não alterei nenhum valor, apenas queria verificar se ontem a simulação dava igual ao recebido. Não dá nem a primeira simulação nem o recebido. dá cerca de 1540 euros a receber. Com a nota de liquidação e comparando com as simulações os valores de deduções à coleta e coleta liquida aparecem invertidos. se na NL aparece deduções à coleta X e a coleta liquida Y, Na simulação aparece deduções À coleta Y e coleta liquida X. Não sei o que fazer. Alguém me sabe dizer onde posso obter a demonstração da liquidação do IRS para ver que parcela não foi considerada? é que o valor da diferença não corresponde a nenhum valor "redondo" das deduções. Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pode obter a NL no portal da AT em obter certidões, efetuar pedido, irs 2015

      Eliminar
    2. Eu já tenho a NL eu quero é a demonstração da liquidação onde se vê as deduções consideradas tal como é apresentado num dos posts sobre estes erros de uma senhora que viu nessa demonstração que não tinha as rendas. Obrigada

      Eliminar
  3. Entreguei a declaração de IRS no dia 1 de Abril pela manhã. Até ao momento a liquidação, incompreensivelmente, ainda não foi liquidada ao contrário que outras duas declarações que fiz de familiares meus. Está dada como vigente e certa. Noutro local aparece como pendente. Já reclamei e a resposta foi que tinha que aguardar já que o período de reembolso ainda decorria. Fiz nova simulação e o valor do reembolso mantém-se igual. A minha opção foi de englomar os rendimentos já que sou casado, único titular.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou na mesma ... desde dia 4/4 que está dada como certa e não mexe.
      Não se percebem os critérios, são demasiados erros e imagino quantos consultores e quantos €€€ estão a ser "dados" a empresas de consultadoria porque mais uma vez a incompetencia reina nos organismos publicos.

      Eliminar
  4. Submeti a minha declaração dia 1 de Abril e foi considerada certa dia 6. Hoje a situação é igual: declaração certa e quando consulto os Movimentos Financeiros aparece como Válida. Sendo assim, já foram mais que ultrapassados os 25 dias úteis para o reembolso e nunca ocorreu esta situação. Ao telefonar para a linha de apoio apenas dizem que tenho que esperar e ser paciente! Sabe-se porque razão isto ocorre? Até porque colegas que submeteram a declaração vários dias depois já foram reembolsados!

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde, submeti a minha declaração em 30 de Março foi dada como validada em 5 de abril e até hoje continua como validada. Já la vão 40 dias e nada...

    ResponderEliminar
  6. Será possivel na AT todos os anos fazerem "borrada" e ninguém ser chamado à responsabilidade ? É que isto não é uma questão politica, todos os anos são erros atrás de erros, contribuintes a queixarem-se de atraso nos reembolsos, NIBs que se perdem e o pagamento vem por cheque.
    Situações semelhantes em qualquer empresa privada já teriam consequencias...

    ResponderEliminar
  7. A AT não é uma "empresa" de bem. A minha esposa esteve a trabalhar a recibos verdes ente 2005 e 2008, em 2007 todas as "empresas" foram obrigadas a aderir ao serviço de notificação por via electrónica, (viactt) muitas vezes esta adesão era feita pelos contablistas. A partir de 2012 a AT apenas faz notificações por via electrónica e não por correio normal a quem aderiu(ou foi obrigado) ao viactt.Em 2015 a minha esposa fez a entrega do irs de 2014 fora de prazo também devido a problemas do site das finanças, o qual dava direito a uma multa de 25euros. Ora como não foi notificada por correio e desconhecia que o contabilista tinha sido obrigado a aderir ao viactt essa multa gerou juros e mais multas até que nos penhoraram a conta bancária em 325 euros. Foi o banco que nos avisou. A AT não sabe a morada pois não devemos ser cidadãos portugueses e estar no cartão de cidadão. Depois de paga a divida e passados já quase 2 semanas a conta bancária ainda continua com a penhora. Portanto da forma que a AT esta a agir é só para poder fazer com que se pague mais multas e juros. Em vez de ser "honesta" com os contribuintes e arranjar estes esquemas para poder roubar o contribuite.

    ResponderEliminar
  8. Submeti a 4/4/2016, validada a 19/4/2016 até hoje não mexe! Então onde ficam os tão apregoados 25 dias para o reembolso?

    ResponderEliminar
  9. minha dia 1 de abril, valida a 5 de abril, email a 15 de abril, mas nada mexe, apenas validada!
    Alguns (muitos) contribuintes têm sido tratados preferencialmente relativamente a outros (muitos)!

    A questão não é a lei, que diz que o reembolso deve ser efectuado até 31AGO. Essa tem de ser igual para todos (acho eu).

    O problema é que os contribuintes têm sido escolhidos de forma aleatória (ou não) sem qualquer critério (ou não).

    Deixo aqui algumas perguntas:

    O que leva a AT a discriminar contribuinte em detrimento de outros?

    O que uns tem a mais que outros?

    Qual o critério para a cadência dos reembolsos?

    Que mal fiz eu ao Estado ou a AT para não receber o que é meu por direito antes de outros contribuintes que o solicitaram depois?

    Não era muito mais simples, justo e eficaz que fossem liquidadas à medida que fossem entregues?

    enviei esta mensagem para os orgaos de comunicacao social, rtp sic e tvi
    eu ja o fiz! facam voces tambem, talvez com o numero de emails iguais eles tornem publico tudo isto!

    ResponderEliminar
  10. No meu caso coloquei a declaração a dia 31 de Março e com 1 ascendente com 80% de deficiência a simulação da 2800€ recebi o reembolso de 1344€. Efetuei nova simulação e valor voltou bater nos 2800€ submeti declaração de substituição. Vamos ver...

    ResponderEliminar
  11. Também gostava de ser informada quanto aos critérios de tempo para emissão do reembolso do irs. Submeti a 1/4, como única titular, e desde 4/4 que a situação de declaração certa se mantém. Sei de contribuintes que submeteram mais tarde e já receberam reembolso.

    ResponderEliminar
  12. Já enviei o pedido de esclarecimento a todos os partidos políticos sobre o bug da declaração de mais valias mobiliarias(acções)que em vez de abater as despesas ao lucro ainda as soma para dar mais imposto a pagar. até agora nenhum se dignou a responder.Também pergunto para que servem as Repartições de finanças que não sabem ou não querem esclarecer as dúvidas dos Contribuintes


    ResponderEliminar
  13. Submeti a minha declaração no dia 03-05-2016 com a perspectiva de ter um valor a receber na ordem dos 5.700. No dia 18-05-2016 foi dada declaração certa. Dia 28-06-2016 deu declaração com reembolso, valor 3.100. O problema prendeu-se com cálculo errado (simulação de 03-05-16) da coleta líquida. Confesso que só reparei agora (quando fiz nova simulação > ir a portal das finanças > entregar declaração > corrigir declaração > e depois é só simular) onde reparei que o cálculo já tinha sido corrigido. Não deveríamos ser notificados desta situação?

    ResponderEliminar
  14. Olá,
    Isso é para informar o público em geral que a Sra. Rose Anna, um credor de empréstimo privado abriu uma oportunidade financeira para todos na necessidade de qualquer ajuda financeira. Eu dou para fora o empréstimo à taxa de interesse de 2% aos indivíduos, às empresas e às companhias sob termos e condição claros e compreensíveis. Entre em contato conosco hoje por e-mail em: (roseannamoore70@gmail.com)

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário ou sugestão.